uma palavrinha sobre a nobreza de caráter

Ser nobre é também ter o coração e alma grandes, compadecer-se das misérias humanas, saber perdoar a quem de fato se arrepende do mal que causou, voltar-se ao outro em suas necessidades e aflições, etc. 

Assim, nobreza e magnanimidade andam sempre juntas, até se confundem; não pode ser nobre portanto quem é mesquinho e egoísta, quem vive apenas para si e pouco se importa com o bem-estar físico ou espiritual do seu próximo.

Embora o tema seja-me muito caro e eu volta-e-meia pense nele, ocorreu-me escrever isso hoje, depois de assistir a Fedra, obra-prima do genial Racine, que recomendo muitíssimo.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: