Arquivo para junho \06\UTC 2010

Cerejeiras em Flor

Eis uma das cenas de filme mais bonitas e delicadas que assisti recentemente. Trata-se de um verdadeiro poema visual, cuja simplicidade e lirismo dispensam qualquer palavra ou explicação. É altamente recomendável que se assista o filme inteiro, do começo ao fim, a fim de que se possa interpretar o momento dentro de seu contexto, alcançando-se uma compreensão mais profunda de toda sua beleza, uma fruição maior do prazer estético que ele proporciona aos olhos, aos ouvidos e ao coração. Chama-se Cerejeiras em Flor (Cherry Blossoms – Kirschblüten – Hanami, 2008) e é da diretora alemã Doris Dörrie.

Anúncios

verso versátil

Eu pergunto: Isso é vida?

[Mário de Andrade em Lira paulistana]

O poema todo é muito bonito, interessante, vale a pena conhecê-lo; ouvi-o há muitos anos, mas apenas esse verso permanece vivo e presente em minha lembrança… Ainda que descontextualizado e solitário, por assim dizer, é um dos meus prediletos!