Johanne as Joan

My most beloved actress in the world, Liv Johanne Ullmann…

…on performing Joan of Arc, one of the greatest women of all time…

…in Saint Joan, a play by George Bernard Shaw.

Amen!

Obs.: 1) the play was directed by Arild Brinchmann and had its première in Oslo on January 28, 1965; 2) these photos were scanned from the excellent Without makeup: Liv Ullmann, a photo-biography compiled by David E. Outerbridge (1979).

Anúncios
  1. D’après les photos, l’esthétique de cette pièce a l’air de s’inspirer du grand classique de Dreyer (lui aussi danois) “La Passion de Jeanne d’Arc”, l’un des films les plus puissants jamais tournés.

    • Toujours très gentille, Danièle :) Merci, j’irai chercher ce film. J’ai déjà vu quelques parts (morceaux?) sur l’Youtube.

  2. Arrepia.

  3. Jamil

    Adoro a Liv Ullmann e não conhecia estas imagens de teatro. Meu cineasta favorito, de longe, é o Ingmar Bergman, que foi casado com ela. Em 2008, tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente, pois ela esteve em São Paulo ministrando umas palestras. Nossa, ela é incrível! Eu comprei um livro dela chamado MUTAÇÕES, ela o escreveu nos anos 70, foi reeditado pela Cosac-Naif naquele ano. Pedi um autógrafo, sabe o que ela escreveu? I HAVE NO PAIN.
    Não preciso escrever mais nada.

    Um abraço. José Luiz

    • Caro José, essas imagens são de um acervo particular; não tenho certeza, mas acho que eles só constam mesmo do livro que mencionei.
      Puxa, muito obrigado pelo seu bonito relato, imagino a emoção que sentiu e como guarda tais lembranças com enorme carinho e alegria em seu coração. Também tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente nessa mesma ocasião, quando pudemos conversar, ainda que rapidamente (meu temor reverencial era tamanho que eu apenas consegui gaguejar algumas palavras de agradecimento, admiração etc; mas ela me compreendeu e acabamos conversando mais com os olhos e com a alma), tirar fotos etc, no coquetel de recepção na Cinemateca, e depois pegar seu autógrafo no Mutações, na Saraiva. Foi um dos acontecimentos ou das experiências mais marcantes e felizes da minha vida, certamente. Para você ter ideia, sem nenhum exagero, ainda é difícil para mim acreditar que vivi aqueles dias. Foi tudo tão rápido, inesperado (só soube da vinda dela na última hora) e intenso. Foi realmente como um sonho.
      Muito obrigado pelos seus comentários e pela sua visita, que muito me honra. Adoro o seu blog, embora eu comente pouco por lá. Na verdade, não há muito o que comentar; basta a sintonia que nos liga por tudo aquilo que você publica em textos/imagens. O acervo do seu blog é maravilhoso. Parabéns, vida longa ao Clareira da Existência.

      • Boa tarde, Jamil!

        Eu nem gaguejei, fiquei mudo, já que meu inglês é péssimo!

        Entretanto, a presença física desta ‘senhora’ me encantou. Minha única decepção foi com a intérprete, a atriz Karin Rodrigues, a produção do evento ‘pisou na bola’, achei esta outra senhora pouco recomendável.

        Mas o que permaneceu foi inesquecível.

        Jamil, agradeço os teus elogios ao blog, um abração e até breve!

        José Luiz

  4. Creio que assisti a esse filme, mas faz muito tempo. Gostaria de rever.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: