last.fm

que tal, vamos trocar algumas figurinhas musicais?

http://www.lastfm.com.br/user/bergzauber

Anúncios
  1. Jamil, parece interessante, mas eu sai de quase todas as redes sociais: mantenho apenas o blog e o flickr. Como disse o Drummond no poema conhecido, um alheamento do que na vida é porosidade e comunicação (Confidência de Itabirano). Pois esta é minha confidência de interiorana. Sinto uma necessidade forte de trocar, dialogar, mas não encontro isso nas redes sociais. Na arte eu encontro, e em algumas pessoas também. Aproveito o ensejo para agradecer a bela sugestão de pintura que você deixou no meu blog: não conheço, vou olhar com calma.

    Abraço.

    • Então, Mariana, Last.fm não é bem uma rede social, pelo menos como Facebook e afins. Se você já a usou, acho que há de concordar comigo; se não, talvez pudesse experimentar, para perceber que é um meio interessante de aprofundar e sobretudo expandir seus conhecimentos musicais (suponho que você tenha tal interesse).
      Imagina, não há de quê : )
      Beijos!

  2. Jamil, dei uma olhada, e pelo menos no momento não deu vontade de me cadastrar. Hoje, lendo a biografia do Dylan, tive uma vontade estranha: comprar um rádio. Já tive rádio em casa, ouvia muito a CBN (acredita?) e gostava. De repente deu vontade voltar no tempo, ter um rádio em casa, sintonizar em estações malucas, perdidas, inesperadas… É outra forma de se relacionar com a música.

    Beijo.

    • Se for um rádio ondas curtas, para você sintonizar rádios estrangeiras, acho ótima ideia. Há muito deixei de ouvir as rádios nacionais (AM/FM), quase não existe mais uma que realmente preste. Em matéria de noticiário, são praticamente todas iguais, repetindo as mesmas notícias veiculadas nos telejornais. Musicalmente falando, pouca coisa se salva, para o meu gosto; há, contudo, alguns bons programas na Rádio Cultura FM, na USP FM, na Eldorado, etc. Já as rádios que você pode ouvir pela Internet oferecem uma programação mais direcionada e de maior qualidade.

      Entendo, Mariana. Eu também relutei um pouco no começo, mas depois que passei a usar o site efetivamente (só funciona para quem ouve música no computador, através da função scrobbling) vi que valia a pena. Para você que não é muito fã, como eu, das redes sociais, eu diria que last.fm tem mais a ver com o flickr, só que em vez de imagens compartilha-se música.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: